Política de Privacidade JK Shopping - DF.
Nós levamos sua privacidade a sério. Por isso, escrevemos este documento para demonstrarmos nosso compromisso em zelar pelas informações pessoais que você possa vir a nos fornecer quando visitar nosso site. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com nossa politica de privacidade. Ver Política de Privacidade.

Concordar e fechar

Horários

Lojas
De segunda a sábado: 10h às 22h
Domingos e feriados: 14h às 20h
Praça de alimentação
De segunda a sábado: 10h às 22h
Domingos e feriados: 12h às 22h

Horários

Lojas
De segunda a sábado: 10h às 22h
Domingos e feriados: 14h às 20h
Praça de alimentação
De segunda a sábado: 10h às 22h
Domingos e feriados: 12h às 22h

Fale conosco

O seu contato é muito importante para nós,use um dos números abaixo para falar conosco.

(61) 3246-8600
Comercial e contato
(61) 3246-8600
Administração

Envie sua mensagem

O seu contato é muito importante para nós, preencha o formulário abaixo para falar conosco.

Somos contra a prática de spam, seus dados estão seguros conosco.
Enviar mensagem

Newsletter

Novidades exclusivas do JK no seu email, inscreva-se preencha o formulário

Somos contra a prática de spam, seus dados estão seguros conosco.
Quero receber novidades

Pesquisa JK Shopping

Digite aqui o que você quer e a gente pesquisa pra você.

Procure por lojas, eventos, ofertas e etc...
Pesquisar
Blog
#VEM VIVER AS NOVIDADES DO JK!
Cinema

Barbie: uma jornada pelo padrão de beleza, feminismo e a diversidade

Barbie: uma jornada pelo padrão de beleza, feminismo e a diversidade

Desde sua criação, a Barbie tem sido um ícone da cultura pop, encantando gerações de crianças e adultos em todo o mundo. Recentemente, a boneca teve mais um marco em sua história com o lançamento do tão aguardado filme que conta sua trajetória. Neste artigo, vamos explorar a história fascinante da Barbie e estabelecer uma analogia com o lançamento.

A Origem da Barbie

 

Bárbara Millicent Roberts, mundialmente conhecida como Barbie, a boneca criada pela co-fundadora da empresa norte americana Mattel, Ruth Handler, veio ao mundo como a representação de uma jovem modelo fashionista, alcançando o posto de boneca mais vendida do mundo, Ruth, teve sua inspiração ao observar sua filha Bárbara brincar, já na adolescência, com bonecas, demonstrando mais interesse por suas bonecas de papel, que tinha a estrutura similar a de uma mulher adulta, além de uma variedade de roupas para trocar, uma vez que naquela época as bonecas produzidas nos EUA representavam bebês, e durante uma viagem em família à Europa, Ruth presenteou sua filha com a boneca Lilli, a personagem criada pelo autor Reinhard Beuthien para o jornal alemão Bild, que devido ao seu sucesso virou boneca em 1955, visualizando assim a criação da Barbie.

Oficialmente lançada durante a Feira Anual de Brinquedos de Nova Iorque, no dia 9 de março de 1959, a boneca que possuía trinta centímetros de altura, uma cintura acentuada, em um corpo de proporções sem muitas curvas, usando um maiô listrado em preto e branco, com salto alto e maquiagem, em pouco tempo a Barbie foi transformada em uma personagem glamurosa, com uma vida perfeita, e ainda que as primeiras Barbies tivessem opções disponíveis com cabelos castanhos, a boneca de longos cabelos loiros e medidas corporais impossíveis, se estabeleceu no imaginário popular, o que contribuiu na construção de um inalcançável padrão de beleza, as imagens publicitárias da Barbie estavam intrinsecamente associada a juventude, moda e beleza, em um perfeito mundo cor de rosa.

 

A Evolução da Barbie

Ao longo de sua jornada, Barbie deixou de ser apenas um simples brinquedo, se transformando em um modelo que inspirava. No entanto, nem sempre positivamente, um exemplo a ser observado seria as denominadas “Barbies humanas”, pessoas que buscam por meio de inúmeras cirurgias plásticas, procedimentos estéticos e dietas mirabolantes, transfigurando o corpo de forma obsessiva, com o objetivo de ser uma versão da vida real da boneca, o que por vezes se constitui em uma busca incansável por um ideal de perfeição que não existe, ainda que o padrão de beleza seja anterior a criação da Barbie, ela acabou por se um fruto desse meio, além de ferramenta desse mecanismo de idealização.

Para além de questões relacionadas a perpetuação de um padrão hegemônico de beleza, o empoderamento feminino sempre esteve associado a Barbie em seu marketing, com o clássico slogan “you can be anything” (você pode ser tudo que quiser), e inúmeras animações protagonizadas por personagens femininas no papel de heroínas que salvam o dia. Outro fator relevante é, poucos anos após seu lançamento, durante a década de 70 foram disponibilizadas no mercado bonecas Barbies como a representação de inúmeras profissões, como astronauta, médica e professora, já tendo atualmente mais de 200 carreiras, personificando um modelo de independência feminina.

Segundo a comunicadora Rosângela Barbosa da Silva em seu artigo “Barbie: apocalíptica ou integrada”, a Barbie pode ser considerada como um fenômeno cultural que “atuou” e acompanhou vários momentos da história. No que concerne ao feminismo, Barbie esteve ao lado de causas feministas, surgiu em um período pós guerra exercendo uma profissão, totalmente o oposto das mulheres daquele período que eram “adestradas” a cuidar do lar.

Diversidade não é brincadeira, mas é brinquedo!

A Mattel, já entendeu que a Diversidade é um fato e que as bonecas devem representar a pluralidade de meninas e mulheres da nossa sociedade.

Em abril foi lançada uma parte da linha inclusiva da marca: a Barbie com Síndrome de Down. Demais, né? Mas esse não é o primeiro modelo inclusivo e conectado com a sociedade que a empresa coloca no mercado

Nos dois anos anteriores, a Mattel já havia lançado a Barbie com deficiência auditiva, que utiliza aparelho auditivo, em 2022, e uma série de bonecas homenageando atletas paralímpicas, em 2021.

Em relação a diferentes raças e etnias, foi nos anos 1960 que a empresa lançou a primeira boneca negra. E em 2016, de maneira mais ampla, a série “Barbie Fashionistas” trouxe uma variedade de bonecas com diferentes tons de pele, tipos de cabelo, altura e corpos.

A Mattel diz querer que as crianças se enxerguem nas bonecas e se sintam representadas. Afinal, sabemos que a Barbie “raiz” (loira, alta, magra, cintura fina e olhos azuis) apenas reforça um padrão de beleza e não espelha a diversidade existente na nossa sociedade.

Também em 2021, uma brasileira entrou para o rol das mulheres celebradas pela Barbie. A biomédica Jaqueline Góes de Jesus foi uma das cientistas escolhidas pela fabricante das bonecas para ser homenageada por seu trabalho na pesquisa sobre a Covid-19. Ela fez parte da equipe responsável pelo sequenciamento genético do novo coronavírus. Com essa linha, meninas que brincam com a boneca podem se inspirar a ser quem quiserem ser, em quaisquer profissões.

No ano passado, a Barbie ganhou sua primeira versão transexual! A inspiração foi a atriz, produtora, roteirista e ativista pelos direitos LGBTI+, Laverne Cox, conhecida pela sua atuação na série “Orange is the new black”. Em 2014, ela já tinha sido também a primeira transexual a sair na capa da revista Time e a ser indicada ao Emmy. Também foi a pioneira em ter uma estátua no museu de cera Madame Tussauds.

Já dizia a comunicóloga Níncia Cecília “A  publicidade não inventa coisas; seu discurso, suas representações estão sempre relacionados com o conhecimento que circula na sociedade. Suas imagens trazem sempre signos, significantes e significados que nos são familiares. A representação é um dos processos sociais por meio dos quais as diferenças são construídas ou modificadas. As representações são produzidas com base em características específicas a cada grupo social, e sua materialização vem de fora. Elas têm um papel ativo na produção de categorias sociais, tais como gênero, raça/etnia, classe, sexualidade, geração”. 

A boneca trilhou uma longa jornada, se constituindo em um complexo personagem, com camadas, caminhando entre, o estereótipo de beleza estabelecido pela sociedade, um ícone feminista, a diversidade, inclusão e representatividade, atualmente a personagem parece inclinada a modificar sua imagem, ainda fortemente associada a manutenção de um padrão social de beleza, para algo que abrace, valorize e respeite a diversidade, inspirando seus fãs, e sua pluralidade, a serem o que quiserem ser.

 

A Importância da Barbie

A Barbie não é apenas uma boneca, mas também uma fonte de inspiração e empoderamento para muitas pessoas. Ela desafiou os estereótipos de gênero, encorajando meninas a sonhar alto e acreditar que podem alcançar qualquer objetivo que desejarem. A Barbie também promoveu a inclusão ao lançar bonecas de diferentes etnias, tipos de corpo e habilidades, promovendo a ideia de que a beleza está na diversidade.

O tão aguardado filme da Barbie 

O aguardado filme “Barbie” dirigido por Greta Gerwig, com lançamento no Brasil previsto para 20 de Julho de 2023, vem mantendo seu enredo em segredo, porém em sua divulgação através de pôsteres e o teaser do trailer, o que pode ser vislumbrado é uma diversidade de Barbies, interpretadas por diferentes atrizes, trazendo também o personagem Ken (o namorado da Barbie) com a mesma proposta; nas imagens individuais dos personagens, além da diversidade, o que chama a atenção é o humor ácido, ao apresentar cada Barbie como “essa Barbie tem um prêmio Nobel de física”, “essa Barbie é presidente”, as imagens contento os personagens Kens tem frases como, por exemplo, “ele é só o Ken” e “ele é outro Ken”, aparentemente invertendo o papel de esposa troféu, comumente associado às mulheres.

 

A Analogia com o Lançamento do Filme

Assim como a Barbie evoluiu ao longo dos anos, o lançamento do filme da boneca também marca uma nova fase em sua história. O filme oferece a oportunidade de explorar a vida da Barbie de uma maneira mais profunda, destacando seus desafios, suas conquistas e suas contribuições para a sociedade. Assim como a boneca inspirou gerações, o filme tem o potencial de inspirar um novo público, mostrando que os sonhos podem se tornar realidade com determinação e autoconfiança.

Além disso, o lançamento do filme da Barbie também reflete a importância das histórias femininas no cinema. É uma chance de celebrar uma personagem icônica que moldou a cultura popular e deixou um impacto duradouro. Assim como outros filmes que celebram mulheres fortes e inspiradoras, a história da Barbie no cinema reforça a necessidade de representação diversa e empoderamento feminino nas telas.

A história da Barbie é uma jornada inspiradora de evolução, inclusão e empoderamento. Desde sua criação até o lançamento do filme, a boneca tem sido um símbolo de sonhos e possibilidades. A Barbie se tornou um ícone cultural, representando a força e a determinação das mulheres ao longo das décadas. Sua capacidade de se adaptar e se reinventar reflete a importância de abraçar a mudança e enfrentar os desafios de frente.

O lançamento do filme da Barbie é um marco significativo nessa jornada. Ele oferece uma plataforma para contar a história completa e complexa dessa personagem icônica, mostrando seu impacto na sociedade e como ela continua a inspirar gerações. O filme não apenas honra o legado da Barbie, mas também ressalta a importância da representatividade e diversidade na mídia.

Assim como a Barbie sempre se esforçou para se adaptar aos tempos modernos, o filme busca refletir sobre a diversidade e a inclusão da sociedade atual. Ele nos lembra que a beleza está em todas as formas, cores e tamanhos, e que todos têm o direito de perseguir seus sonhos, independentemente de sua origem ou aparência física.

Além disso, o filme da Barbie destaca a importância de histórias femininas fortes no cinema. Por muito tempo, as mulheres foram sub-representadas ou retratadas de maneira estereotipada na tela grande. No entanto, nos últimos anos, temos visto uma mudança significativa, com mais filmes que celebram mulheres poderosas e suas jornadas inspiradoras. A Barbie, com sua influência duradoura, merece esse destaque.

Em suma, a história da Barbie e o lançamento do filme são um testemunho do poder duradouro dessa personagem icônica. Desde sua criação, ela inspirou meninas e mulheres a acreditarem em si mesmas, a abraçarem sua individualidade e a seguirem seus sonhos. O filme oferece uma oportunidade única de explorar ainda mais a história da Barbie e compartilhar sua mensagem de inclusão, empoderamento e perseverança com um público ainda maior. Que a Barbie continue a encantar e inspirar gerações futuras, lembrando-nos de que todos nós temos o poder de criar nosso próprio caminho para o sucesso.

Barbie day no JK 

 

Se você é uma pessoa ativa nas redes sociais, então notou que não se fala em outra coisa a não ser o lançamento mais esperado do ano gerando muitas expectativas. Entrando na onda do momento, o JK Shopping convida todos os clientes a irem de com algum ítem rosa para o tão aguardado dia de estreia (20/07).

“Ah, mas eu não tenho nenhuma peça nesta paleta, o que faço?” 

Não se preocupe! Nós temos a solução pra você!  

Diversas lojas do shopping estão com coleções e produtos exclusivos inspirados no filme, a exemplo da C&A, Renner, Riachuelo e Melissa. Para aquele lanche, o Burguer King lançou um combo temático inspirado no filme para as amantes da tendência Barbie core. Inclusive, o JK Shopping também vai entrar no clima, se vestindo de rosa com as bandeiras no Jardim. Fofo, né?

Outro espaço com referência ao filme, é a caixa instragramável disponível no Cineflix (L2), onde é possível fazer várias fotos e se sentir a própria boneca. Para quem for assistir o longa-metragem, o cinema vai disponibilizar ingressos halográficos. E na compra do combo (pipoca e refrigerante), você recebe ele todo temático. TUUUUDO!

Por Ana Gabrielle Ramos, redatora 

Fontes: Artigo Boneca Barbie: apocalíptica ou integrada

Site Tem Mais  

Postado por JK Shopping DF
Postado por: Jk Shopping
12 de julho de 2023

O que você achou?

188
140
23
17
89
57

Mais do Blog JK Shopping

1

Mesa posta de Natal: passo a passo para montar a sua!

2

Parou? Recomece! Veja 5 dicas para retornar aos treinos sem riscos

3

Barbie: uma jornada pelo padrão de beleza, feminismo e a diversidade

4

Depilação a laser: o que é, como funciona e todo mundo pode fazer?

5

Dia Mundial do Rock: A história sobre a data e a evolução do gênero musical

Artigos populares hoje

1

Look book Primavera/ Verão 2023

2

O que é Mobilidade Urbana? Entenda o conceito e veja exemplos!

3

Dia Internacional Contra a Homofobia: informação para combater o preconceito e incentivar o respeito à diversidade e à inclusão

Artigos recomendados

Confira mais artigos recomendados para você!

Lookbook

O que esperar dos próximos 365 dias?

Bom, 2023 promete ser um ano de muitas mudanças e novidades para todos os signos do horóscopo, principalmente quando o assunto é relacionado às novas tendências de consumo.Se você acredita em astrologia, certamente vai se identificar com as nossas previsões para o ano que se inicia. Então, fique ligado! Antes de planejar suas compras, vamos dar uma olhada no que os astros têm reservado para cada signo? Leia nosso eBook:

Lazer

Oba, férias! Dicas de atividade lúdicas e destinos para curtir com a criançada

Chegaram as férias! Sinônimo de crianças mais livres da rotina e cheias de energia para gastar em casa, nos passeios ou nas viagens de família.

Finanças

Seu ano só começa depois da folia? Confira dicas para planejar sua vida financeira e de estudos

Não é por acaso que todos temos a sensação de que o ano só começa depois do carnaval. O período pode até mudar, mas quase sempre o feriado da folia coincide com férias escolares, recesso político e uma sensação de que janeiro e fevereiro são meses praticamente “parados”.

Nome do filme

Cla:
Dur:
Fechar
Compre seu ingresso