Política de Privacidade JK Shopping - DF.
Nós levamos sua privacidade a sério. Por isso, escrevemos este documento para demonstrarmos nosso compromisso em zelar pelas informações pessoais que você possa vir a nos fornecer quando visitar nosso site. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com nossa politica de privacidade. Ver Política de Privacidade.

Concordar e fechar

Horários

Lojas
De segunda a sábado: 10h às 22h
Domingos e feriados: 14h às 20h
Praça de alimentação
De segunda a sábado: 10h às 22h
Domingos e feriados: 12h às 22h

Horários

Lojas
De segunda a sábado: 10h às 22h
Domingos e feriados: 14h às 20h
Praça de alimentação
De segunda a sábado: 10h às 22h
Domingos e feriados: 12h às 22h

Fale conosco

O seu contato é muito importante para nós,use um dos números abaixo para falar conosco.

(61) 3246-8600
Comercial e contato
(61) 3246-8600
Administração

Envie sua mensagem

O seu contato é muito importante para nós, preencha o formulário abaixo para falar conosco.

Somos contra a prática de spam, seus dados estão seguros conosco.
Enviar mensagem

Newsletter

Novidades exclusivas do JK no seu email, inscreva-se preencha o formulário

Somos contra a prática de spam, seus dados estão seguros conosco.
Quero receber novidades

Pesquisa JK Shopping

Digite aqui o que você quer e a gente pesquisa pra você.

Procure por lojas, eventos, ofertas e etc...
Pesquisar
Blog
#VEM VIVER AS NOVIDADES DO JK!
Data Comemorativa

Mês da Consciência Negra: conquistas e lutas pelo fim do racismo

Mês da Consciência Negra: conquistas e lutas pelo fim do racismo

Instituído oficialmente pela Lei nº 12.519, de 20 de novembro de 2011, a data em comemoração ao Dia da Consciência Negra faz referência à morte de Zumbi, líder do Quilombo dos Palmares — situado entre os estados de Alagoas e Pernambuco, na Região Nordeste do Brasil. Negro e pernambucano, Zumbi nasceu livre, mas foi escravizado aos seis anos.

Foi assassinado em 1695, na região de Alagoas. Sua vida, no entanto, foi marcada pela luta contra a escravidão, que terminou oficialmente 190 anos após sua morte — no dia 13 de maio de 1888, com a Lei Áurea. 

Zumbi é considerado um dos principais representantes da resistência negra à escravidão na época do Brasil Colonial. Após diversas tentativas de resistência, dados apontam que a morte de Zumbi teria ocorrido em 20 de novembro de 1695, em combate e fuga. E daí teria vindo a escolha do dia 20 de novembro como data de celebração do Dia Nacional da Consciência Negra no Brasil.

 

Consciência Negra no Brasil 

Em 1971, o professor, escritor, pesquisador e militante negro Oliveira Silveira organizou um grupo de estudo e apreciação da cultura e da literatura negra em Porto Alegre com outras pessoas interessadas no assunto. Foi proposto então a criação de uma data comemorativa que simbolizasse a união e a luta do povo negro. O grupo sofreu certa perseguição, pois, na ocasião de seu nascimento, o Brasil vivia o auge dos chamados anos de chumbo da Ditadura Militar. No entanto, os movimentos sociais que atuavam em defesa da população negra cresciam cada vez mais em nosso país. Em 1978, inclusive, foi criado no Brasil o Movimento Negro Unido(MNU).

O termo “Consciência Negra”é uma referência e uma homenagem à cultura ancestral do povo de origem africana, que fora trazido a força e duramente escravizado por séculos no Brasil. A data escolhida significa o símbolo da luta, da resistência e a consciência de que a negritude não é inferior e que o negro tem seu valor e seu lugar na sociedade, como um misto de conscientização da importância do preto na sociedade, do reconhecimento do valor, da cultura e da luta de pessoas pretas contra o racismo.

Importância do mês da consciência negra 

Além das questões que envolvem Zumbi e o Quilombo dos Palmares, o Dia da Consciência Negra é uma data significativa, pois traz à luz questões importantes: o racismo e a desigualdade da sociedade brasileira. O racismo está tão impregnado na cultura do brasileiro que até no vocabulário ele se manifesta. Expressões como “da cor do pecado”, “denegrir”, “mulato”, “cabelo ruim” (para se referir ao cabelo crespo), entre outras tantas, mostram claramente o racismo e surgiram do legado dos mais de 300 anos de escravidão no Brasil.

Vale lembrar que racismo é crime inafiançável e imprescritível, previsto na Lei nº. 7.716/89, com penas que podem variar de 1 a 5 anos. Há também a previsão no Código Penal da injúria racial, que consiste em ofender a honra de alguém se valendo de elementos referentes à raça, cor, etnia, religião ou origem, e estabelece a pena de reclusão de um a três anos e multa.

A cultura religiosa originária dos negros africanos também sofre bastante com o preconceito no Brasil. Na década de 1930, as chamadas religiões de matriz africana eram proibidas no Brasil. Atualmente, apesar de a Constituição prever a liberdade religiosa, o que se vê em nosso país é que as religiões de matriz africana são intensamente perseguidas. Um fenômeno recente são as ações de vandalismo cometidas contra terreiros nos quais se praticam os encontros de umbanda e do candomblé.

Negritude e Literatura 

Segundo o IMDSC (Media, Diversity and Social Change Institute), entre os 100 filmes com maior bilheteria em 2016, apenas 29% dos personagens eram negros. Uma pesquisa da Universidade de Brasília (UnB) mostrou números alarmantes na literatura brasileira: 93,9% dos autores e 92,1% dos personagens são brancos. Essa porcentagem espanta, até porque 54% da população brasileira é declarada negra. Com um campo das artes dominado por obras produzidas por brancos, torna-se difícil o processo de empoderamento negro, uma vez que os negros acabam não tendo a devida representatividade na indústria cultural.

Apesar disso, podemos encontrar personalidades negras que ajudaram e ainda ajudam a mudar essa realidade, sendo nomes importantes quando se discute sobre identidade negra. Voltando para a história, como forma de trazer a riqueza da cultura africana para povo afrodescendente de países colonizados por europeus, e assim o empoderamento também, o poeta e escritor martinicano Aimé Césaire criou o termo negritude, que ao longo dos anos veio a se tornar uma corrente literária e movimento cultural.

Para marcar esta data, o Blog do JK indica obras clássicas e contemporâneas para compreender o porquê do Dia Nacional da Consciência Negra. Confira abaixo:

  • Quarto de despejo – Carolina Maria de Jesus
  • Clara dos Anjos – Lima Barreto
  • Olhos d’água – Conceição Evaristo
  • Negritude – Aimé Césaire

 

Rivas Vida Hip Hop 

No ano que também se comemora o cinquentenário do Hip Hop, movimento importante para a cultura negra, o JK Espaço Arte, localizado no no Piso S1 do JK Shopping, recebe a Exposição de Graffiti ‘Rivas Vida Hip Hop’, onde será apresentado o mini documentário biográfico de Rivas e um acervo composto por 16 telas, sendo 4 delas inéditas, peças de vestuário e ainda uma coleção de camisetas que leva o nome da exposição composta por 4 estampas criadas pelo artista. A mostra fica disponível até o dia 31 de janeiro de 2024, com entrada gratuita.

Através da cultura Hip Hop, Rivas conta de forma resumida e pontual sua trajetória de mais de 40 anos de carreira como boy/dançarino, MC, mestre de cerimônia, rapper e grafiteiro na capital federal – ele registrou fatos importantes de sua vida através de depoimentos de diversas personalidades, artistas, familiares e amigos, além de muitas fotos, músicas e animações, onde o próprio é o narrador desta relevante história.

Por Ana Gabrielle Ramos, redatora 

Postado por JK Shopping DF
Postado por: Jk Shopping
13 de novembro de 2023

O que você achou?

204
145
24
19
96
58

Mais do Blog JK Shopping

1

Moda inverno 2022: veja as principais tendências para apostar

2

É tempo de Primavera! Confira 10 espécies de flores que desabrocham na estação

3

Cabelos para Primavera-Verão: veja o que vai bombar!

4

JK Shopping conquista dois ouros no Prêmio Abrasce 2024

5

A importância do óculos de sol para a saúde

Artigos populares hoje

1

Lookbook – Dia dos Pais

2

Maquiagem colorida: use e abuse das cores sem medo!

3

Dia das Mães: como presentear e surpreender

Artigos recomendados

Confira mais artigos recomendados para você!

Celebração

JK Shopping conquista dois ouros no Prêmio Abrasce 2024

A Associação Brasileira de Shopping Centers (Abrasce) promoveu entre os dias 26 e 28 de junho os três principais eventos do segmento: a Exposhopping, maior feira de negócios do setor na América Latina, o 18º Congresso Internacional de Shopping Centers e o Prêmio Abrasce, reconhecido como o "Oscar" do setor.

#JKFAZ10

#JKFAZ10: relembre os prêmios conquistados pelo JK Shopping ao longos desses 10 anos de história

Ao longo dos 10 anos de trajetória tivemos muitas conquistas, crescemos como espaço, ampliamos nossas atividades, criamos projetos com o objetivo de levar a cultura, lazer e diversão não só para a população da região de Taguatinga e Ceilândia como de todo o Distrito Federal.

Saúde e Bem-estar

JK Esportes: conheça as iniciativas que fazem parte do projeto esportivo do centro de compras

Com a proposta de abraçar a cultura esportiva e incentivar o esporte amador e profissional, o JK Shopping, lança o projeto “JK Esportes”, um calendário de atividades que incluem breakdance, dama, street skate, judô e entre outras atividades desportivas.

Nome do filme

Cla:
Dur:
Fechar
Compre seu ingresso